Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Nostalgia Tardia

Nostalgia.
Quem diria que um dia
tanta melancolia se apresentaria
Na forma de poesia?

Saudosa,
por vezes gostosa,
mais vezes ainda dolorosa,
me fazendo até mesmo
escrever versos em prosa.

Lembrança
Que me traz a mudança
daquela noite de dança
e cheio de esperança
o coração não descansa.

Tristeza
Coisa que não se põe na mesa
fico a esperar a luz da sala acesa
Amar certamente não é coisa coesa
Sofrer porém é sempre certeza.

Pra que então amar?
Se mesmo antes de tentar
O coração sabe que vai sangrar.

Um comentário:

  1. Legal o blog cara.....bom uns espaços de poesia na net pra quebrar a repetição.....
    abraço

    ResponderExcluir