Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Tempo, mano velho.

Tempo pra que?
Se o tempo logo passa
E o relogio descompassa?

Tens o tempo de uma vida
A espera que decidas
Aquilo que a mente esquecida
Não sabe mais se é volta ou ida

Tic tac tic tac
Correm os ponteiros do relógio
Cortam as horas a cada segundo

Tempo por quê?
Se adianta ou atrasa
E então não há graça
Na vida nem na farsa?

Acaba vencendo a esperança
O coração esgotado se cansa
Quando o veneno sobe a lança

Tic tac tic tac
Passam os minutos, cessa o ódio.
Toda dor que rege esse mundo errante
Já é passado no próximo instante.

Um comentário:

  1. "tempo..tempo...tempo...tempo...
    entro num acordo contigo
    que sejas aidna mais vivo,
    no som do meu estribilho.
    não serei, nem serás sido.
    mas ainda assim acredito, ser possivel nos reunirmos, num outro tipo de vínculo.
    Tempo, tempo, tempo, tempo..."


    Não digo nada, mas Caetano diz tudo.
    ;*

    ResponderExcluir